Palmas-TO 17/10/2017
Incentivos favorecem crescimento da produção de soja no Tocantins

 

A área de plantação de soja no  Tocantins vem aumentando em 300% em relação à média nacional

A área de plantação de soja no Tocantins vem aumentando em 300% em relação à média nacional

Destaque na produção de soja nos últimos anos, o Tocantins já ultrapassa 800 mil hectares de plantio. Boa logística, condições climáticas favoráveis e os trabalhos de recuperação e ampliação da malha viária estão entre os fatores que fazem com que o Estado mantenha o seu potencial de produção e aumente as perspectivas de produção para o futuro. Ano a ano, o aumento do plantio mostra números animadores com relação ao cenário nacional. Nos últimos 15 anos, o Tocantins teve crescimento de mais de 300% com relação à média no Brasil, de 131%.

Para manter seus investidores, o Governo do Estado tem buscado disponibilizar recursos para financiamento da safra e de equipamentos. Recentemente, R$ 948 milhões foram disponibilizados aos produtores para financiamento da safra, através de termo de conduta assinado entre Estado e Banco da Amazônia.  As capacitações e assistência gratuita aos produtores, por meio do Instituto Rural do Tocantins (Ruraltins), são também fatores primordiais para o crescimento.

Para o secretário da Agricultura e Pecuária do Estado, Clemente Barros, as parcerias com instituições de pesquisas são também importantes para que a agricultura local seja impulsionada. “Tudo isso permite que o Estado viva um cenário altamente positivo com relação à produção de grãos, a qual represente 60% da economia do Tocantins”, afirmou.

De acordo com o engenheiro agrônomo da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), Genebaldo Queiroz, atualmente o Estado representa 2,6% de toda a área plantada no Brasil. Segundo ele, o Tocantins ainda possui grande disponibilidade de áreas de pastagem em processo de degradação e áreas ainda passíveis de serem abertas para novas fronteiras agrícolas, sem infringir o Código Florestal e a Lei Ambiental, preservando suas reservas.

Sendo mantidas as atuais condições de mercado e política agrícola do País, ele acredita ainda que a área plantada de soja no Estado possa chegar a mais de 2 milhões de hectares nos próximos 10 anos. “Corresponderia a um crescimento de, aproximadamente, 150% com relação à área atual. Todos os 139 municípios tocantinenses são contemplados com esse potencial de produção”, ressaltou.

Perfil

O perfil dos produtores de soja no Tocantins é composto por pequenos a médios agricultores, que cultivam entre 500 a 1.000 hectares de áreas plantadas. Conforme Genebaldo Queiroz, a nova cara da produção agrícola do Estado é composta por famílias vindas principalmente da Região Sul do País e grupos empresariais, que abrem leques de investimentos locais.

Para quem vem de fora, a dica é estar atento à Legislação Ambiental, calendário de plantio, além do preparo e da correção do solo. “Resolvendo isso, temos praticamente todas as grandes compradoras de soja instaladas no Estado. O produtor tem ainda um leque de opções, tanto na área do insumo, quanto na hora da comercialização”, finalizou. (Secom-TO/Foto: Divulgação)



Indique esta Matéria para um Amigo Indique esta Matéria para um Amigo

Nenhum Comentário Quero comentar!

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Sérgio A. de Oliveira.
Rua 100, Nº 49 Qd. F17 Lt 01- Fone: (62) 98667-5775 / (62) 3255-8184 redacao@cenariotocantins.com.br - Goiânia - Goiás