Sindicatos da saúde dão prazo de 10 dias para Marcelo Miranda regularizar alimentação nos hospitais | Cenário do Tocantins, Notícias, Política, Economia, Agronegócio
Palmas-TO 19/10/2019
Sindicatos da saúde dão prazo de 10 dias para Marcelo Miranda regularizar alimentação nos hospitais

 

Manoel-Miranda

O Governo foi notificado na manhã de quarta-feira, 26, sobre a suspensão parcial do fornecimento da alimentação aos profissionais da saúde nas unidades hospitalares. A gestão tem um prazo de dez dias úteis para regularização da situação.

As entidades sindicais representantes dos servidores da saúde no Tocantins, SINTRAS-TO, SIMED, SINDIFATO, SEET E SICIDETO se uniram para juntos cobrar do governo uma solução definitiva a questão, o que vem tornando um problema de ordem social e econômica, pois elas recebem reclamações constantemente dos seus filiados e representados.

O problema gerou o direito aos profissionais de ausentarem dos seus plantões para se alimentarem fora dos seus postos de trabalho.

No documento, a bancada da saúde ressalta ao governo que o problema vem tomando dimensões, o qual afeta não só os profissionais, mas também os pacientes, onde a alimentação e o atendimento podem se tornar ineficientes ou até mesmo inexistentes.

De acordo com a solicitação dos sindicatos, caso o governo não fornecer uma alimentação adequada e satisfatória para atendimento nutricional dos servidores, o Estado estará autorizando os servidores a ausentarem dos postos de trabalho para se alimentar em suas residências ou em estabelecimentos comerciais pelo período de uma hora diária para almoço ou janta, 30min para lanche (café da manhã), sem qualquer prejuízo em seus vencimentos ou punição administrativa.

Conforme o presidente do Sintras, Manoel Pereira de Miranda, é um problema que o Estado deve resolver logo pois acarreta prejuízos ao servidor. “A suspensão do fornecimento de alimentação ocasiona despesas que não estavam previstas no orçamento dos profissionais da saúde, desequilibrando-os financeiramente”, afirma Miranda.

A notificação foi direcionada ao governador Marcelo de Carvalho Miranda, emitida cópia da mesma ao secretário de saúde, Marcos Esner Musafir para fins de conhecimento de causa.

União

Os sindicatos reuniram na última segunda-feira, 24, no sindicato dos médicos (SIMED) quando decidiram pela união das entidades com o objetivo de fortalecer as entidades para exigir resultados precisos do Governo sobre as demandas em prol dos servidores da saúde.

Após pontuarem as pendências da saúde junto ao governo, as entidades começaram por essa pauta da alimentação que foi e ainda é fator de reclamações entre os servidores. (Mastéria e foto: Ascom Sintras)

Matéria publicada em 27/10/2016



Indique esta Matéria para um Amigo Indique esta Matéria para um Amigo

Nenhum comentário Quero comentar!

No comments yet.

Leave a comment

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

Sérgio A. de Oliveira.
Rua 100, Nº 49 Qd. F17 Lt 01- Fone: (62) 98667-5775 / (62) 3255-8184 redacao@cenariotocantins.com.br - Goiânia - Goiás